pular navegação

O destaque desta semana é Christine Giles, professora do jardim de infância da Edgemont Elementary. Christine foi uma ex-aluna da Provo e se lembra de observar e admirar seus professores. Ela ensina porque gosta de ajudar as crianças a descobrir e desenvolver suas habilidades naturais. Veja o que Christine escreveu sobre suas razões para ensinar:

Por que eu ensino...

por Christine Giles

Eu nasci para ensinar. Não posso ignorar o profundo desejo que tenho de motivar, incentivar e inspirar mentes jovens. Esse desejo me atraiu para a sala de aula, onde me sinto em casa.

Eu adoro aprender. Todos os dias aprendo algo novo. Aprendo com as diversas habilidades e perspectivas de meus alunos. Aprendo novos métodos de ensino, gerenciamento de sala de aula e currículo com meus colegas experientes. O aprendizado diário mantém minha mente ativa e forte. (O ensaio continua abaixo do vídeo).

Sinto uma sensação de realização todos os dias. O melhor momento como professor é ver um aluno compreender um conceito pela primeira vez. Sinto satisfação ao ver os alunos progredirem acadêmica e socialmente durante o ano letivo, dominando habilidades essenciais que os prepararão para o futuro.

Tenho um senso de pertencimento. Estou cercado de colegas inspiradores que me motivam a ser um professor melhor a cada dia. Compartilhamos nosso conhecimento, melhores práticas, incentivo e construímos amizades que tornam o local de trabalho agradável e gratificante.

Gosto muito dos desafios do ensino. Nunca tenho um momento de tédio em minha sala de aula do jardim de infância. Aprendi a ser flexível, a manter o senso de humor, a ser paciente e a perseverar nos desafios diários de ensinar crianças pequenas. Desenvolvi uma mentalidade voltada para o crescimento que me motiva a enfrentar todos os obstáculos que surgem em meu caminho.

Eu sou um mentor. Meus alunos me procuram em busca de orientação. Eles ouvem enquanto eu os ensino como tratar os outros e a si mesmos. Eu os ensino a dar o melhor de si e a ir além do que é esperado. Muitas vezes cometo erros e os uso como oportunidades para ensinar aos meus alunos que o fracasso e o sucesso funcionam juntos.

Recebo amor puro e incondicional de meus alunos. Sinto que sou importante na vida de meus alunos. Sei que estou fazendo uma contribuição positiva e recebo o melhor tipo de pagamento todos os dias quando eles entram em minha sala de aula - felizes e ansiosos para aprender.

Shauna Sprunger
  • Coordenador de Comunicações
  • Shauna Sprunger

Além do Mês da História Negra, fevereiro é uma época em nosso distrito para celebrar a Carreira e a...

pt_BRPortuguês do Brasil